CUIABÁ IV

Uma ótima impressão que tive de Cuiabá foi a qualidade do atendimento, não é novidade para ninguém a limitação de nosso país nesta parte da prestação de serviços que envolve nosso segmento da alimentação. É sabido que esta condição nos atrapalha muito em relação ao turismo Brasil afora, esta é a missão que nós profissionais temos urgência em resolver.

 

Quando iniciei na profissão, 25 anos atrás, nosso ramo era cercado de “glamour”, todos os envolvidos com restaurantes possuiam amplo conhecimento de normas de etiqueta, sabiam entrar e sair das mesas nos momentos adequados, o lado certo de servir e retirar os pratos, posições de talheres e etc., falavam baixo de maneira pausada e clara, nunca tocavam no cliente e matinham sempre uma distância correta sem entrar jamais  na intimidade das pessoas. Para se ter uma melhor idéia do grau profissional da época, no momento da anotação dos pedidos o garçom sempre fazia uma pequena anotação ao lado de cada ítem indicando quem era o solicitante de cada prato, no momento de servir as refeições chegavam na mesa sabendo de quem era cada preparação, sem jamais ficar perguntando “Quem pediu o frango¿”.

 

É verdade que nos últimos anos este tipo de profissional é uma raça em extinção, não existem mais garçons e maitres como antigamente, hoje deparamos com pessoas que trabalham em nosso ramo sem a menor postura, chamando os clientes de você e até de “mano”, mascam chicletes, agacham ao lado da mesa para tirar pedidos, servem de qualquer maneira e costumeiramente iniciam a recolha dos pratos de forma desordenada, sem esperar todas as pessoas encerrarem suas refeições.

 

Já Cuiabá me surpreendeu neste aspecto, fui otimamente atendido em todos os lugares por onde passei, em especial no restaurante Mahalo. Fazia uns 10 anos que não era tão bem atendido em um estabelecimento, simplesmente perfeito. Garçons e atendentes muito bem treinados, me fizeram voltar no tempo, trouxeram saudade da época maravilhosa que me fez apaixonar pelo ramo e consolidar minha opção profissional. Realmente me emocionei com o atendimento e fiz questão de cumprimentar os profissionais envolvidos.

 

Sempre que estou envolvido em uma montagem de restaurante procuro dar palestras orientado os profissionais sobre estes aspectos, pois considero que nosso segmento é muito mais do que apenas servir boa comida, é cheio de minúcias por isso os mínimos detalhes devem ser observados. Geralmente o consumidor que destes serviços costuma se utilizar está cada vez mais exigente, pois quando vai a um restaurante espera ser tratado como um Rei ansiando por qualidade, cordialidade, presteza, rapidez e eficiência. É o que merece todo comensal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: